quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Um dos mais influentes economistas denuncia: Pensar está se tornando algo obsoleto (principalmente na universidade)


Olá amigos e amigas,


Se isto não é verdade, diga, que não é verdade, principalmente depois da leitura do artigo.

Um dos mais influentes economistas denuncia: Pensar está se tornando algo obsoleto (principalmente na universidade)

(...)

Se as instituições educacionais de hoje — desde escolas a universidades — estivessem tão interessadas em diversidade de ideias quanto estão obcecadas com diversidade racial e sexual, os estudantes ao menos adquiririam experiência ao ver as pressuposições que existem por trás de diferentes visões, e entenderiam a função da lógica e da evidência ao debaterem tais diferenças. No entanto, a realidade é que um estudante pode passar por todo o seu ciclo educacional, desde o jardim de infância até seu doutoramento, sem entrar em contato com absolutamente nenhuma visão de mundo que seja fundamentalmente diferente daquela que prevalece dentro do espectro de opiniões autorizadas e politicamente corretas que domina o nosso sistema educacional.


(...)

Clique no link abaixo para acessar a matéria:
http://metodologiadoestudo.blogspot.com.br/2013/11/um-dos-mais-influentes-economistas.html

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

APRENDA A USAR O SEU FGTS COM INTELIGÊNCIA COM O DR. CONSÓRCIO. RECENTE ELEVAÇÃO DE TETO PARA USO DO FGTS PODE AUMENTAR PROCURA POR CONSÓRCIO DE IMÓVEIS





APRENDA A USAR O SEU FGTS COM INTELIGÊNCIA COM O DR. CONSÓRCIO.  RECENTE ELEVAÇÃO DE TETO PARA USO DO FGTS PODE AUMENTAR PROCURA POR CONSÓRCIO DE IMÓVEIS

Clique no link abaixo para maiores informações:
http://doutorconsorcio.blogspot.com.br/2013/10/aprenda-usar-o-seu-fgts-com.html




(VÍDEO) - DR. CONSÓRCIO informa o crescimento do índice de compra por consórcios no Ceará. Segurança no Consórcio é comprar com Dr. Consórcio. Estamos selecionando representantes e vendedores no Ceará.

(VÍDEO) - Cresce o índice de compra por consórcios no Ceará

(VÍDEO) - DR. CONSÓRCIO informa o crescimento do índice de compra por consórcios no Ceará. Segurança no Consórcio é comprar com Dr. Consórcio.  Estamos selecionando representantes e vendedores no Ceará. 

Enviar o CV para o e-mail: doutorconsorcio100@gmail.com


sexta-feira, 13 de setembro de 2013

terça-feira, 10 de setembro de 2013

OPORTUNIDADE DE TRABALHO - ÁREA COMERCIAL/VENDAS

OPORTUNIDADE DE TRABALHO  - ÁREA COMERCIAL/VENDAS

Uma das maiores empresas de consórcio do Brasil está contratando com experiência ou sem experiência para trabalhar com vendas de consórcios. 

Possibilidade de ganhos de R$ 10.000,00 mensais.

O profissional pode optar pelas opções: CLT (Salário Mínimo Garantido, mais benefícios e Comissões de até 1,5%), Autônomo (comissões até 2,5%) ou PJ (Comissões até 5% - vagas disponíveis para todo o Brasil). Cartas de Créditos de R$ 5.000,00 até R$ 10 milhões de reais (motos, serviços, veículos, caminhões, imóveis, embarcações, aeronaves, equipamentos e máquinas)

Enviar CV para o e-mail: bancodetalentos@bol.com.br   
http://vagasparavendedoresdeconsorcio.blogspot.com 

terça-feira, 3 de setembro de 2013

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO: Consórcio faz investidor ganhar hábito de poupar. FAÇA CONSÓRCIO COM O DR. CONSÓRCIO.

JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO: Consórcio faz investidor ganhar hábito de poupar. FAÇA CONSÓRCIO COM O DR. CONSÓRCIO.

Clique no link abaixo para acessar a reportagem:
http://doutorconsorcio.blogspot.com.br/2013/08/jornal-o-estado-de-sao-paulo-consorcio.html



IMPRENSA: Mercado de consórcio para veículos fatura mais de R$ 40 bi no 1º semestre. CONSÓRCIO É COM O DR. CONSÓRCIO.

IMPRENSA: Mercado de consórcio para veículos fatura mais de R$ 40 bi no 1º semestre. CONSÓRCIO É COM O DR. CONSÓRCIO.

Clique no link abaixo para acessar a reportagem:
http://doutorconsorcio.blogspot.com.br/2013/08/imprensa-mercado-de-consorcio-para.html



Consórcio ajuda a planejar compra futura mas exige atenção. Consórcio com segurança é com o DR. CONSÓRCIO.

Consórcio ajuda a planejar compra futura mas exige atenção. Consórcio com segurança é com o DR. CONSÓRCIO. 

Clique no link abaixo para acessar a matéria: 

http://doutorconsorcio.blogspot.com.br/2013/08/dr-consorcio-afirma-que-o-consorcio.html




quinta-feira, 22 de agosto de 2013

DR. CONSÓRCIO AFIRMA QUE O CONSÓRCIO AJUDA A PLANEJAR COMPRA FUTURA MAS EXIGE ATENÇÃO, E A REPORTAGEM DA EXAME FORTALECE A IDEIA.

NUNCA FAÇA CONSÓRCIO SEM PRIMEIRO CONVERSAR COM O DR. CONSÓRCIO

DR. CONSÓRCIO AFIRMA QUE O CONSÓRCIO AJUDA A PLANEJAR COMPRA FUTURA MAS EXIGE ATENÇÃO, E A REPORTAGEM DA EXAME FORTALECE A IDEIA.

Clique no link abaixo para acessar a reportagem:
http://doutorconsorcio.blogspot.com.br/2013/08/dr-consorcio-afirma-que-o-consorcio.html

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Caso Telexfree: marketing multinível não é pirâmide financeira, diz especialista


SÃO PAULO – O caso da TelexFree, que está sendo investigada pelo Ministério da Justiça sob suspeita de pirâmide financeira, reacendeu a discussão sobre este tipo de "golpe" contra a economia popular.
De acordo com a advogada Sylvia Urquiza, especialista em Direito Penal Empresarial do escritório Urquiza, Pimentel e Fonti Advogados, o marketing multinível não configura crime e muitas empresas adotam essa estratégia de forma lícita e bem sucedida.
O conceito de marketing multinível é o da distribuição de produtos e serviços por meio da indicação de distribuidores independentes, que recebem um bônus por isso. No entanto, é preciso ficar atento quando existe uma pirâmide financeira disfarçada de Marketing Multinível.
  "O limite entre o lícito e o ilícito é muito estreito e cada caso tem que ser analisado unicamente. A generalização do marketing multinível como conduta criminosa é perigosa. A pirâmide financeira criminosa, travestida de marketing multinível, é basicamente um modelo comercial não-sustentável, no qual o sucesso financeiro e a remuneração dos líderes dependem mais das taxas de adesão — que podem tomar forma, inclusive, de aquisição prévia de produto, pagamento por treinamento, entre outras — devidas pelos membros recrutados, do que da renda e comissão sobre as vendas dos produtos e serviços oferecidos ao consumidor final, que não participa da empresa", explica Sylvia.
De acordo com ela, nos casos de pirâmide, as chances de a empresa falir em poucos anos é grande e a estimativa é de que mais de 85% dos integrantes tenham apenas prejuízos – os únicos que ganham são aqueles que estão nos níveis mais elevados da pirâmide, normalmente poucos. "Ao utilizar os produtos ou serviços oferecidos apenas como mote para receber o pagamento de adesão dos novos membros, a sustentabilidade do negócio praticamente se restringe ao recrutamento cada vez maior de novos integrantes, em uma escala exponencial e em um fluxo sem fim que logo se mostram inviáveis, exatamente como acontece nas pirâmides financeiras, dependentes exclusivamente da contribuição monetária de cada um dos participantes", destaca a advogada.
Ela lembra ainda que na pirâmide financeira não há finalidade lícita de negócio, apenas a intenção de lucros elevados e rápidos, principalmente para os idealizadores da empresa. Para isso, é feito recrutamento enganoso de muitas pessoas, o que se caracteriza como conduta criminosa.
A advogada ressalta que Lei 1.521, que trata dos crimes contra a economia popular, prevê penas de seis meses a dois anos de detenção para práticas de obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos — 'bola de neve', 'cadeias' e quaisquer outros equivalentes.
"Os esquemas fraudulentos podem, ainda, configurar lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, delitos cujas penas são mais severas, chegando a 10 anos de reclusão e multa", finaliza.
Fonte: UOL

domingo, 23 de junho de 2013

O EIXO DOS PROTESTOS - amparados por uma esquerda e extrema-esquerda unida em coro e dinheiro globalista, não será estranho se além das bandeiras da censura às mídias e a marcha da maconha, aparecer no cenário uma grande onda de “Lula lá” ou pior. Clique no link abaixo para acessar o artigo: http://partidocalvinista.blogspot.com.br/2013/06/o-eixo-dos-protestos-amparados-por-uma.html

O EIXO DOS PROTESTOS - amparados por uma esquerda e extrema-esquerda unida em coro e dinheiro globalista, não será estranho se além das bandeiras da censura às mídias e a marcha da maconha, aparecer no cenário uma grande onda de “Lula lá” ou pior.

Clique no link abaixo para acessar o artigo:
http://partidocalvinista.blogspot.com.br/2013/06/o-eixo-dos-protestos-amparados-por-uma.html

(VÍDEO) - O PERFEITO IDIOTA BRASILEIRO - A TARIFA DA IGNORÂNCIA - NÃO SEJA MASSA DE MANOBRA DE COMUNISTAS E ESQUERDOPATAS

(VÍDEO) - O PERFEITO IDIOTA BRASILEIRO - A TARIFA DA IGNORÂNCIA - NÃO SEJA MASSA DE MANOBRA DE COMUNISTAS E ESQUERDOPATAS



Clique no link abaixo para acessar o vídeo:
http://partidocalvinista.blogspot.com.br/2013/06/a-tarifa-da-ignorancia-nao-seja-massa.html

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Marketing Multinível X Pirâmides Financeiras

Marketing Multinível X Pirâmides Financeiras


 
Você sabe como diferenciar um negócio de Marketing Multinível Legítimo de uma pirâmide financeira?
 
A alguns anos, era bem mais simples dar essa resposta, pois as pirâmides financeiras não tinham produtos ou serviços, não tinham CNPJ, sem sede fixa, nada de advogados ou diretores mostrando a cara, não pagavam impostos retidos na fonte, duravam menos de 1 ano, no esquema era impossível alguém que entrou depois ganhar mais que alguém no topo da pirâmide e assim por diante. O mais interessante que não sei se vocês sabem mais as pirâmides financeiras são muito mais antigas que o Marketing Multinível! Na década de 1920 um americano chamado Carlos Ponzi criou um esquema com venda de selos do correio americano que pagava até 100% em 3 meses, ele mesmo confessou que em 1908 tinha participado de algo parecido no Canadá, viveram uma época parecida com o que acontece agora, os órgãos públicos demoram se ajustar e enquadrar na lei por se tratar de um novo tipo de golpe. Vamos analisar um pouco a história de Carlos Ponzi:
  • Fez um negócio prometendo lucros de 50% em 45 dias;
  • Usou Selos internacionais como produto de fachada;
  • Pagava todos em dia com o dinheiro dos novos que entravam no esquema;
  • Foi investigado e no meio das reclamações devolveu o dinheiro para quem pediu de volta, o que fez entrar ainda mais gente;
  • Quando a primeira empresa caiu tentou abrir outra para pegar dinheiro das mesmas pessoas;
Olha que interessante no inicio do século passado as pessoas caiam nesses golpes e hoje 100 anos depois ainda continuam acreditando nas mesmas promessas, por preguiça, por simplesmente não saber fazer cálculos simples ou por ter má fé mesmo, entrar primeiro, envolver bastante gente e “tirar o seu” antes que seja tarde.

Somente na década de 1940 surgiu a primeira onda do Marketing Multinível. Todas as grandes empresas hoje criam algum benefício para quem indica clientes, ou pelo menos tentam, apesar de na prática poucos desfrutam desses benefícios. Vamos pegar eu e você para um exemplo: Quantas vezes você já viu um filme no cinema e indicou para alguns amigos e pessoas por sua indicação foram assistir o mesmo filme? Quantas vezes você comprou determinado produto ou utilizou algum serviço e indicou para conhecidos e esses adquiriram o mesmo? Fazemos isso o tempo todo afinal “amigos fazem o que amigos fazem”. Em cima disso foi criada a ideia do Marketing Multinível ( também conhecido como Marketing de Rede, Network Marketing, Marketing de Relacionamento, Empresa de vendas diretas, etc. ) para as pessoas serem remuneradas por esse efeito “viral” que criam no consumo das pessoas. Quanto maior o nível de relacionamento e credibilidade social da pessoa maior esse efeito. Em resumo a ideia é pegar parte do lucro da venda do produto e distribuir com as pessoas que ajudaram por seu marketing pessoal na venda do produto, isso em níveis. Por exemplo eu o Marcos Duda indiquei um shampoo anti-caspa para o João, João não só comprou como também indicou para a Maria, Maria por sua vez gostou tanto que indicou para a Ana, o Marcelo, o José e a Flávia, eles por suas vez para outras dezenas de pessoas. Cada indicação dessas é um nível, mas fui eu Marcos Duda que comecei essa cadeia de consumo do Shampoo, então o que faz uma empresa de Marketing Multinível? Vamos pegar por exemplo que o Shampoo custe R$20,00 e a empresa separe 30% do seu faturamento para pagar para a rede, teremos R$6,00 para distribuir. Existem milhares de planos de bonificações, futuramente vou escrever um artigo específico sobre isso. Mas nesse caso digamos que a empresa pague 10% em 3 níveis. Ficaria assim:

Marcos DudaProduto ValorBonificação 10% em 3 níveis
1) JoãoR$ 20,00R$ 2,00
2) MariaR$ 20,00R$ 2,00
3) Ana, Marcelo, José, FláviaR$ 80,00R$ 8,00
TOTALR$ 120,00R$ 12,00

Nesse exemplo simplista podemos ver algumas coisas:
  • Através de mim foi vendido R$120,00 e recebi R$12,00 pelas indicações;
  • As pessoas compraram apenas 1 Shampoo, poderia ser mais;
  • Mesmo sem os pagamentos em rede as pessoas comprariam o Shampoo do mesmo jeito;
  • A Maria por ter 4 pessoas indicando provavelmente vai ganhar mais que eu já que a empresa paga em níveis e já não ganho das indicações do terceiro nível;
  • Para ganhar mais tenho que indicar mais pessoas, ajudar o João e a Maria a indicar mais pessoas ou simplesmente fazer essas pessoas consumirem mais produtos;
  • Eu ganhei dinheiro sem prejudicar a empresa ou as pessoas, pois a empresa iria muitas vezes gastar esses 30% em campanhas de marketing tradicionais que na maioria das vezes não trariam o mesmo resultado;
  • As pessoas podem consumir o produto porque o desejam e não indicar ele para ninguém, não iriam ganhar nada mas nesse caso o que elas querem é simplesmente utilizar o produto;
  • Eu posso ganhar mais comprando Shampoos direto da empresa por R$20,00 e Revendendo por R$25,00 para pessoas que não querem se cadastrar na empresa;
Neste simples exemplo tentei ilustrar como funciona uma empresa de Marketing Multinível Legítima, e como ela deve ser. Para isso acho importante enumerar algumas coisas:
Empresas de Marketing Multinível Legítimas:
  • Tem consumo alto de seus produtos fora rede, ou seja, existem mais pessoas fora da rede cadastrada utilizando seus produtos que dentro;
  • Se não existisse a rede esses produtos seriam comercializados da mesma maneira e pelo mesmo preço de maneira tradicional;
  • Como a empresa paga sobre venda de produtos, se não entrar mais ninguém ela continua faturando e pagando normalmente, afinal o dinheiro vem das vendas e não da entrada de pessoas;
  • Se a empresa fechar, ela não fica devendo nada para ninguém, afinal o pagamento veio das vendas concretizadas;
  • Empresas legítimas participam de órgãos de regulamentação como no caso do Brasil a ABEVD;
Já vi diversos vídeos e tutorias explicando que marketing multinível não funciona porque se você indica 9 pessoas lá pelo sétimo nível acabou a população da terra, que não existem tantas pessoas. E vou mostrar como isso não é verdade por alguns motivos:
  • Nascem e morrem pessoas todos os dias;
  • Nem todos indicam pessoas;
  • Boas empresas tem produtos que geram recompra;
  • Os contratos geralmente tem prazo de validade, se a pessoa fica muito tempo inativa tem que cadastrar novamente;
  • Já indicamos coisas sem ganhar nada! Porque não indicar ganhando?;
Agora vamos analisar o funcionamento de pirâmides financeiras, que hoje tentam se passar por empresas de Marketing Multinível para pegar carona na sua credibilidade, afinal o Marketing Multinível é matéria em Harvard, Oxford e outras grandes instituições, recomendado por grandes especialistas e homens de negócios como Warren Buffet, Bill Gates, Donald Trump, Robert Kiyosaki, entre outros. Além de milhares de livros de autores famosos e milhões de artigos em veículos de comunicação sérios sobre o assunto. Vamos analisar os principais argumentos das Pirâmides Financeiras modernas:

1) Ganhe dinheiro sem indicar ninguém e vender nada.

Bem se não precisa indicar ninguém e nem vender nada, não é multinível e muito menos vendas diretas! E outra coisa se não precisa porque insistem tanto para você entrar?

2) Recupere seu dinheiro de volta sem fazer nada?

Bem se você não vai trazer valor algum para a empresa, como ela vai pagar seu dinheiro novamente e mais lucro durante o contrato? Simples tirando dinheiro do seu próprio dinheiro nos primeiros meses e das pessoas que estão entrando nos outros meses. Pense se ficar 30 dias sem entrar ninguém? Quebra, não tem jeito, a matemática é exata

3) Somos uma empresa que está em vários, países, tem vários escritórios, no mercado faz muitos anos.

Outra coisa para você prestar atenção, use o Google Trends e pesquise o nome da empresa, ai você vai conseguir ver os países que ela tem negócios pelas buscas do google, e principalmente a quanto tempo falam sobre ela! Escritório o Google Maps te mostra onde fica e muitas vezes o que funciona no prédio. Pesquise o CNPJ e veja a atividade da empresa, veja quem são os sócios do CNPJ se realmente são as pessoas que se apresentam publicamente e assim por diante.

Vamos a outras maneiras de ver a qualidade de um negócio. Geralmente pirâmides tem um produto que você jamais o usaria ou pede para fazer coisas como anúncios que jamais faria se estivesse fora do esquema, ou pior faz você comprar dezenas de produtos que geram dezenas de mensalidades mesmo sem você usar o produto. Te paga uma fortuna por um serviço como um anúncio, que qualquer um sabe que os anunciantes nunca iriam pagar aquele valor exorbitante pelo mesmo, ou ainda por um valor absurdo em um anuncio da própria empresa que aponta para um site que não é para vender o produto e sim recrutar mais anunciantes. As pessoas acham suas justificativas, mas sabem que sem fazer parte do esquema e receber por isso jamais comprariam esse tipo de serviço, não é porque tem várias pessoas ganhando dinheiro em um negócio, ou porque você recebe dele toda semana que ele é legal. Pessoas me mostram fulano que ganhou R$100.000,00 em um dia para provar que o negócio funciona, vi políticos desviaram 50 vezes isso no mesmo dia, traficantes que ganham isso por hora e nem por isso é um negócio legítimo, apesar que políticos corruptos e traficantes geralmente não envolvem seus amigos e pessoas que amam nesses esquemas, já os cada vez mais famosos “pirâmideiros” envolvem sua família, seus pais, melhores amigos, colegas de trabalho e todos que respeitam ele, com o argumento eu “tirando o meu” está ótimo eles que “tirem o deles” fazendo o mesmo. E quando um esquema desses quebra, como vi vários nos últimos 10 anos nessa indústria, eles pulam para outro e fazem a mesma coisa e muitas vezes com as mesmas pessoas.
A pouco tempo atrás uma empresa chamada Zeek Rewards se enquadrou nesses exemplos acima, vendia bids do seu site, que ninguém usava aqui no Brasil, e pagava para postar anúncios da empresa. A SEC a comissão de valor mobiliários do EUA, viu que a bomba iria explodir e antes da catástrofe maior ordenou o fechamento da empresa. Várias empresas no Brasil utilizam o mesmo sistema hoje só trocando o produto ou a desculpa para o povo colocar o dinheiro. Dai me perguntam Marcos porque aqui no Brasil elas não fecham? Vou explicar de uma maneira bem simples a diferença:
No Eua a SEC tem força de julgamento, ou seja, ela mesma pode fazer sua investigação e tomar suas providências, o que aconteceu com a Zeek.

No Brasil a CVM equivalente a SEC, não tem poder para tanto, ela investiga, manda o laudo para o Ministério Público o mesmo comunica a Polícia Federal ou Cívil conforme o tipo de crime, espera a investigação para finalmente o MP denunciar a referida empresa. Após isso um juiz analisa tudo e decide se aceita a denúncia. Denúncia aceita, o MP que pede as providência cabíveis ao Magistrado, que caso acate um pedido de busca e apreensão por exemplo, ele assina e encaminha para o delegado colocar na pauta e executar as diligências. Na volta disso e concluindo o inquérito e as diligências necessárias que o Juiz analisa os pedidos de prisão, encerramento de natureza jurídica e etc.

Pequena diferença não? Mas calma nem tudo está perdido, até alguns anos atrás crimes praticados pela internet viravam em nada, hoje existe delegacias especializadas em crimes cibernéticos, então a própria polícia tem um setor monitorando isso e quando chega ao MP, as providencias são muito mais rápidas por existirem centenas de casos parecidos na jurisprudência que é o DNA da nossa legislação. Quero dizer que depois das primeiras condenações e providencias a justiça será muito mais ágil por já saber os passos que deve tomar, portanto posso afirmar algumas que estão ai até duraram mais de 1 ano, em breve a justiça se molda e novas pirâmides em questão de semanas irão cair.

Espero ter esclarecido um pouco as diferenças para você conseguir diferenciar um Marketing Multinível Legítimo de uma Pirâmide Financeira, somos um país livre se quer fazer algo ilegal a vontade, mas por favor não chame isso de Marketing Multinível ou Venda Direta que está queimando o trabalho de mais de 4 milhões de Brasileiros que fazem um negócio sério, honesto e regulamentado por nossos órgãos públicos e associações.

terça-feira, 4 de junho de 2013

(Método Safado e Pilantra dos Petistas, Social-Democratas, Socialistas e Esquerdistas para Transformar as nossas Adolescentes em Prostitutas) - Ministério da Saúde faz a apologia da prostituição e depois recua. Ou: Não se trata de um erro, mas de um método. Eu provo!

(Método Safado e Pilantra dos Petistas, Social-Democratas, Socialistas e Esquerdistas para Transformar as nossas Adolescentes em Prostitutas) - Ministério da Saúde faz a apologia da prostituição e depois recua. Ou: Não se trata de um erro, mas de um método. Eu provo!

Clique no link abaixo para acessar a matéria:
http://doutrinasocialcrista.blogspot.com.br/2013/06/metodo-safado-e-pilantra-dos-petistas.html

Ministério do Governo Petista faz apologia a prostituição. Em vez de criar alternativas para as prostitutas e tirar desta vida sofrível e miserável, eles querem que as nossas adolescentes sigam a vida de prostituta!

Ministério do Governo Petista faz apologia a prostituição. Em vez de criar alternativas para as prostitutas e tirar desta vida sofrível e miserável, eles querem que as nossas adolescentes sigam a vida de prostituta!

Clique no link abaixo para acessar a matéria:http://familiacalvinista.blogspot.com.br/2013/06/ministerio-do-governo-petista-faz.html

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Vantagens e Desvantagens ao Utilizar o Cartão de Crédito

Vantagens e Desvantagens ao Utilizar o Cartão de Crédito

Publicado em 08.05.2013 por  em Educação Financeira
Vantagens e Desvantagens ao Utilizar o Cartão de CréditoPor muitas vezes criticamos (eu inclusive) o cartão de crédito, mas será que ele é o vilão?
Li recentemente um excelente texto do André Massaro (‘Em defesa do cartão de crédito‘), onde ele discute até onde vai a culpa dessa ferramenta financeira no endividamento de boa parte da população.
O objetivo deste artigo é mostrar que o cartão de crédito não é necessariamente um vilão, mas a forma como muitos utilizam que é.

Por que o cartão de crédito não é um vilão?

Se pensarmos de uma forma bem prática, apesar das taxas de juros desta ferramenta serem absurdamente altas, só sofremos com esses juros no caso de não pagarmos a fatura integralmente.
Diante dessa situação, a culpa não é do cartão, mas da pessoa que o utiliza de forma equivocada, gastando mais do que recebe e, por essa razão, ficando sem dinheiro para pagar a fatura completa.
Por outro lado, a falta de educação financeira da população aliada ao incentivo da mídia para fazermos compras parceladas também pesa nessa equação.
Ainda assim, na minha opinião, isso não justifica a forma indiscriminada como o cartão de crédito tem sido utilizado pela maioria de nós.
A bola de neve começa a crescer quando as pessoas compram, convenientemente se “esquecem” que o dinheiro das parcelas já está comprometido com os pagamentos futuros e começam a fazer mais compras e a acumular mais parcelas.

Quando NÃO utilizar o cartão de crédito

Como a maioria das ferramentas financeiras, o cartão de crédito tem suas vantagens e desvantagens.
Por essa razão, existem situações em que o uso do cartão – financeiramente falando – é a melhor escolha e outras que não é a mais inteligente.
Vamos ver agora alguns casos onde não se recomenda o uso do cartão de crédito:

1) Quando há um desconto para o pagamento à vista

Este ponto é auto explicativo. Se existe a possibilidade de pagar um valor menor à vista, não faz sentido parcelar a compra no cartão, dado que os juros estão embutidos no preço.

2) Quando não temos controle sobre a fatura

Se você não tem disciplina para saber quando parar de usar o cartão, nem comece a usá-lo.
Mesmo que a compra a prazo seja o mesmo valor que o pagamento à vista, se você não tem disciplina, certamente não saberá aproveitar essa pequena vantagem financeira.

3) Quando compramos por impulso apenas para acumular pontos em programas de fidelidade

Muitos utilizam regularmente o cartão de crédito com a “desculpa” de que estão acumulando pontos ou milhas em programas de fidelidade.
Sem dúvida existem alguns programas vantajosos, mas pensar em apenas acumular pontos pode levar a comprar desnecessariamente, por impulso.

Quando utilizar o cartão de crédito

Da mesma forma que existem situações onde o uso do cartão não é recomendado, há também casos em que utilizá-lo é uma boa escolha (mais uma vez, financeiramente falando).
Entretanto, existem duas premissas para isso:
  1. Não existir desconto no pagamento à vista;
  2. Ser disciplinado.
Em algumas ocasiões, realmente não existe flexibilidade para negociar um desconto para pagar à vista. Diante disso, o pagamento com o cartão é financeiramente mais vantajoso.
Expliquei isso com detalhes no artigo Quando comprar à vista não é a melhor opção.
Considerando as situações em que o valor a prazo não é acrescido e que o consumidor é disciplinado, é vantajoso utilizar o cartão de crédito:
  • Para acumular pontos em programas de fidelidade;
  • Por conveniência e segurança, evitando andar com grandes quantias de dinheiro em espécie;
  • Para registrar todos os gastos e identificar “vazamentos” no orçamento, contribuindo com o controle financeiro.

Como EU faço?

Apesar dessas vantagens, eu não costumo utilizar o cartão de crédito. Mesmo sendo bastante disciplinado, detesto a sensação de “estar endividado” ou pagar prestações por itens de consumo.
No meu caso, a decisão não é financeira, mas psicológica.
Conheço uma pessoa que comprou um celular em 10 vezes, mas foi assaltada no primeiro mês. Ela comentou que uma das piores sensações é continuar pagando por um bem que não lhe pertence mais.
Costumo recomendar, como uma regra geral, que o cartão de crédito deve ser evitado. Digo isso porque a imensa maioria das pessoas não é disciplinada.
Mas, como toda regra, existem exceções. E acredito que elas foram exploradas neste texto.

Agora eu tenho uma pergunta para você…

Você já teve problemas por conta do cartão de crédito? Acredita que as vantagens existentes compensam sua utilização? Tem uma experiência pessoal que queira compartilhar?
Então não pense duas vezes: deixe um comentário e colabore com essa saudável discussão :)
Até a próxima!
OBS: Gostou deste texto e quer receber novos artigos diretamente em seu e-mail? Basta informar seu endereço de e-mail no formulário abaixo e clicar em ASSINAR :D

Fonte: http://queroficarrico.com/blog/2013/05/08/vantagens-desvantagens-cartao-credito/

sexta-feira, 22 de março de 2013

Sinal de Alerta: rebaixamento das notas do BNDES, BNDESPar e Caixa Econômica


Sinal de alerta por Míriam Leitão

As agências de classificação de risco erram muito, mas desta vez o rebaixamento das notas do BNDES, BNDESPar e Caixa Econômica, pela Moody's, toca num ponto que tem sido objeto de constante preocupação de vários economistas brasileiros: o uso excessivo dos bancos públicos pelo governo e a criação de distorções pelas alquimias fiscais feitas para fingir que eles estão sendo capitalizados.
O lucro do BNDESPar ficou 93% menor no ano passado. Um espanto, por ser uma carteira com participação das maiores empresas brasileiras. Em algumas, ele tem uma fatia exorbitante do capital. O lucro do BNDES também ficou 9,55% menor e só não caiu mais porque houve jeitinho contábil. O Conselho Monetário Nacional autorizou o banco, no final de 2012, a atualizar com menos frequência o valor das ações que possui. Ele não precisa mais fazer marcação a mercado de um pedaço dos seus ativos. Assim, a ação de uma empresa pode cair na bolsa, que no balanço do BNDES nada muda. O lucro ficou R$ 2,3 bilhões maior por causa disso.
A Caixa Econômica teve lucro de R$ 6,1 bilhões em 2012, com crescimento de 17% sobre o ano anterior. O problema é que, segundo a Austin Rating, também houve jeitinho contábil para se chegar a essa cifra, como mostrou o repórter Ronaldo D'ercole, do GLOBO. Mais de um terço desse lucro, ou R$ 2,6 bilhões, veio de crédito fiscal, uma espécie de abatimento de imposto, feito pela Receita, por créditos provisionados pela Caixa. O montante fugiu ao padrão e foi alto demais para um único ano. A concessão de crédito da Caixa subiu 42%, muito acima da média do resto do mercado. O banco sofreu pressão do governo para empurrar a economia.
O BNDESPar registrou R$ 3,35 bilhões de baixa contábil em 2012 por perda ou desvalorização de ativos que comprou. O caso mais conhecido é o do LBR-Lácteos, uma empresa que não tem ações cotadas em bolsa, e que logo depois de virar sócia do governo entrou em recuperação judicial.
Não é a falta de lucro em determinado ano que induz a um rebaixamento, mas o fato de que os bancos públicos têm sido capitalizados com ativos de baixa liquidez, naquele troca-troca de créditos que o governo tem feito quando tem mais um daqueles surtos de delírio contábil.
Enquanto faz escolhas discutíveis com o valioso dinheiro público, o BNDES vai piorando seu balanço. A dívida do banco com o Tesouro Nacional disparou em cinco anos, de R$ 6,5 bilhões, em 2008, para R$ 371 bi, em janeiro deste ano. Segundo o economista Felipe Salto, da Tendências Consultoria, o custo para o Tesouro com os empréstimos ao BNDES chegou a R$ 15 bilhões no ano passado. É que o governo se endivida a taxas de mercado e empresta ao BNDES ao custo da TJLP. Pega dinheiro mais caro do que empresta, e o prejuízo é transferido para todos nós.
— Trata-se do mesmo valor do programa Bolsa Família. Mas esse gasto não foi aprovado pelo Congresso, nem foi discutido com a sociedade. É um custo que não está devidamente contabilizado no Orçamento — disse o economista.
A Caixa Econômica se envolveu naquela enorme e jamais explicada trapalhada do Banco PanAmericano, quando comprou 49% de um banco que estava falido e que precisou de R$ 4,3 bilhões do Fundo Garantidor de Crédito para não quebrar. Se quebrasse, a Caixa ficaria com os bens indisponíveis. E depois teve que fazer novas operações para fortalecer o banco, depois de salvo.
No começo deste ano, o governo fez uma manobra fiscal complexa em que acabou capitalizando a Caixa com uma série de ações que estavam na BNDESPar. Nisso, ela virou sócia até de frigorífico. O BNDES empresta muito a poucos. O grau de concentração é cada vez mais alto. Essa coluna já tratou inúmeras vezes dos excessivos empréstimos e capitalizações das empresas do grupo JBS para fazer o nosso campeão da carne.
Os casos de piora dos ativos e passivos e de interferência em bancos públicos são muitos. Tudo tem sido assunto para alertas sucessivos de especialistas. O que a Moody's fez, ao rebaixar o BNDES, BNDESpar e Caixa, é confirmar temores de brasileiros. Seria bom que o governo entendesse do que se fala, afinal de contas.
O número que melhor ilustra o fracasso das injeções de dinheiro no BNDES é a queda de 4% no investimento em 2012. A formação Bruta de Capital Fixo, sinônimo de investimentos, está em queda há dois anos em relação ao PIB: saiu de 19,5% em 2010 para 18,1% em 2012.

Fonte: http://oglobo.globo.com/economia/miriam/posts/2013/03/22/sinal-de-alerta-490744.asp




sábado, 2 de março de 2013

CURSO: VENDEDOR DE CONSÓRCIO DE ALTA PERFORMANCE


CURSO: 

VENDEDOR DE CONSÓRCIO 
DE ALTA PERFORMANCE


Como aumentar as vendas e influenciar clientes! 

Formando mestres de vendas. 

Maiores informações CLIQUE AQUI.




terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

8 milhões de famílias querem adquirir imóvel até 2015. Para alcançar este objetivo - o DR. CONSÓRCIO e o CALVINO juntos para realizar o sonho da casa própria.




Cerca de oito milhões de famílias da classe média - com renda 
familiar média mensal entre R$ 1.110 e R$ 3.875 - afirmam ter o 
desejo de adquirir um imóvel nos próximos dois anos, segundo 
pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo instituto Data Popular. 
O estudo apontou ainda que 75% da população da classe média 
possui uma casa própria.

De acordo com o estudo, 54% das moradias brasileiras são ocupadas 

por famílias de classe média. Os dados ainda apontam que entre as 
famílias desta classe, 18% pagam aluguel. Na divisão por região, o 
Nordeste do País apresenta a melhor porcentagem de casas próprias 
para famílias de classe média, com 80%, seguido pelo Sul e Norte, 
ambos com 78%.

O Data Popular ainda afirma que oito em cada dez famílias que 

desejam adquirir imóvel farão utilizando linhas de financiamento 
habitacional. As demais afirmam que pagarão à vista ou 
conquistarão o imóvel por meio de consórcios.


Fonte: Terra

Read more: http://www.jornaldoimovelbrasil.com/2013/02/8-milhoes-de-familias-querem-adquirir.html#ixzz2M2dPUexN


junto para realizar o sonho da casa própria.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Dois milhões de contemplações de consórcio em 10 meses de 2012. O DR. CONSÓRCIO - http://doutorconsorcio.blogspot.com - está trabalhando para ultrapassar três milhões em 2013.

Dois milhões de contemplações de consórcio em 10 meses de 2012. O DR. CONSÓRCIO - http://doutorconsorcio.blogspot.com - está trabalhando para ultrapassar três milhões em 2013.
http://consorciocavalcante.blogspot.com.br/2013/01/dois-milhoes-de-contemplacoes-de.html

Participantes em consórcios crescem 11% até novembro de 2012 com a contribuição do especialista DR. CONSÓRCIO.

Participantes em consórcios crescem 11% até novembro de 2012 com a contribuição do especialista DR. CONSÓRCIO.
http://consorciocavalcante.blogspot.com.br/2013/01/participantes-em-consorcios-crescem-11.html

HSBC terá consórcio de imóveis com crédito de até R$ 1 milhão, mas, prefiro fazer diretamente com o especialista DR. CONSÓRCIO.

HSBC terá consórcio de imóveis com crédito de até R$ 1 milhão, mas, prefiro fazer diretamente com o especialista DR. CONSÓRCIO.
http://consorciocavalcante.blogspot.com.br/2013/01/hsbc-tera-consorcio-de-imoveis-com.html

O DR. CONSÓRCIO / CONSÓRCIO CAVALCANTE - contribui para a ampliação e participação do CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO em 9,4% no Brasil

O DR. CONSÓRCIO / CONSÓRCIO CAVALCANTE - contribui para a ampliação e participação do CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO em 9,4% no Brasil
http://consorciocavalcante.blogspot.com.br/2013/01/o-dr-consorcio-consorcio-cavalcante_10.html

O DR. CONSÓRCIO / CONSÓRCIO CAVALCANTE - contribuirá para o crescimento do consórcio em 7% em 2013.

O DR. CONSÓRCIO / CONSÓRCIO CAVALCANTE - contribuirá para o crescimento do consórcio em 7% em 2013.

http://consorciocavalcante.blogspot.com.br/2013/01/o-dr-consorcio-consorcio-cavalcante.html

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Missão do Economista Luis Cavalcante

MISSÃO DO
ECONOMISTA LUIS CAVALCANTE:
 
Desenvolver pessoas e organizações com habilidades e competências para poupar, investir, empreender, gerar renda e lucro com sustentabilidade a partir de uma
filosofia teo-referente.
 
 

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Prestações Atrasadas? Seu carro está com busca e apreensão? Saiba o quanto de juros abusivos você está pagando.

Não deixe os problemas atrapalharem a sua vida.

Prestações Atrasadas?

Seu carro está com busca e apreensão?

Saiba o quanto de juros abusivos você está pagando.

Não perca mais dinheiro. Nós lutamos pelos seus direitos!

Temos uma estratégia com nossos parceiros-especialistas na REVISÃO DE CONTRATOS e FINANCIAMENTOS com resultados COMPROVADOS!

Marque uma reunião para conhecer a nossa consultoria:

Resolva seus Problemas com Leasing

Você adquiriu um veículo e está pagando por dois? Renegocie seu contrato por meios legais
e reduza o valor das parcelas ou do total da dívida com cobrança de juros reais e justos com a
realidade do mercado

 

Juros Abusivos no                                                              Financiamento/CDC

Cresce a cada dia o número de pessoa que adquirem bens e produtos através de financiamentos CDC
(Crédito Direto ao Consumidor), mas é grande também a quantidade de pessoas que pagam anos e
anos por um produto através deste tipo de crédito e não conseguem quitar a dívida por conta dos
juros abusivos, correndo o risco ainda de ficar sem o item adquirido

Busca e apreensão

Caso você esteja com as parcelas de seu financiamento em atraso, ou já está respondendo ação
judicial, temos várias opções para lhe oferecer.
 
 
 
Luis Cavalcante
Fone: (11) 95475-3352 / 3448-3124
Skype: economistaluiscavalcante